VOCÊ PODE SUBSTITUIR UM TÊNIS BRANCO POR ... FELICIDADE.


Auto-sabotagem: situação que insistentemente se repete em sua vida, mesmo após você ter jurado que jamais passaria por tudo aquilo novamente. Quando somos nós que contribuímos inconscientemente para que tudo aconteça de errado. 

Decidi uma noite que precisava de um par de tênis brancos. Assim, sem mais nem menos. Na verdade, formulei argumentos sobre como meu novo status pró-consumo consciente se beneficiaria com uns tênis que fossem versáteis, atemporais, brancos... Apesar da clara dica que meus 12 pares de tênis já adquiridos nas mais diversas cores ( do básico sneaker preto ao dourado glitterizado) me davam sobre minha falta de necessidade e interesse nos modelos brancos, eu fui à loja.
Durante o caminho ao estabelecimento, fiz o papel de oposição. Tentei me convencer a desviar para vários outros lugares, a dar tempo àquela vontade absurda e fracamente justificada que certamente esvaeceria com mais duas horas de reflexões. Nesse papel, não obtive êxito sobre o impulso consumista e cheguei à loja, olhei os modelos e alcancei o momento fatídico de requisitar o meu número entre os pares escolhidos. Não consigo voltar atrás após a vendedora trazer os sapatos. Já agradeci algumas vezes aos céus, pela falta do meu tamanho em outras ocasiões. Não dessa vez.
O resumo da ópera foi que saí de lá com um par de tênis brancos... e outro de sandálias pretas ("double" shame on me!). E no que os tênis brancos ajudaram em meu consumo consciente? A descaracteriza-lo. A torná-lo fragilizado e inconsistente naquele momento. Inexistente, seria o melhor termo. O sentimento de infelicidade atado ao consumo fútil veio dessa vez mais precoce. Não consegui sentir nem mesmo aquela sensação de prazer com uma novidade em prova. Não saí imaginando mil looks, só me embrulhei em frustração e tristeza comigo mesma... Poderia ter esperado a onda de consumismo passar, poderia ter me convencido de vez que minha mente ansiosa estava sabotando minha meta de consumo consciente, poderia ter ficado sem os tênis brancos mas ter experimentado mais felicidade. Maior sensação de crescimento. Mas como já disse, não foi dessa vez.
Acaba aqui a terceira sessão. 

Comentários

Postagens mais visitadas